Câmara busca abortar leilão

A Câmara Setorial Produtiva do Arroz encaminhou, ontem, documento ao ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, solicitando a suspensão e a reformulação do leilão de venda de grão em casca e compra simultânea de arroz beneficiado, marcado para hoje. A operação atende ao Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas. Assinado pelo presidente da Câmara, Francisco Schardong, o texto informa que as sugestões visam dar maior transparência e democratização à operação. Desde a semana passada, a Rede Arrozeiras do Sul, representante de 16 indústrias, busca barrar o leilão. A liminar obtida foi derrubada pela Conab.
Segundo o presidente Edecir José Brüning, o volume elevado por lote, até 37,8 mil toneladas, quando o comum, nestes casos, seriam, no máximo 2 mil toneladas, seria um indício de direcionamento, dificultando o acesso de pequenas e médias indústrias. "Não somos contra o leilão, só queremos a chance de participar." O secretário de Política Agrícola do Mapa, Caio Rocha, disse desconhecer a situação. A reportagem não conseguiu localizar diretores da Conab.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *