CLIMA – Quarta-feira marca chegada de tempo seco para o Sul do país

Além de Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina, São Paulo também entra na área de tempo mais firme do país. No Pará há chance para temporais, na região onde a ponte caiu!

O clima começa a mudar nesta quarta-feira em algumas regiões do país. No Sul, de maneira geral, o clima começa a ficar seco, tendência que deve perdurar nos próximos três dias. As precipitações retornam, inicialmente entrando pelo Paraná, no sábado. O mesmo tempo seco também atinge o estado de São Paulo, e a parte sul de Minas Gerais, só que ali as precipitações voltam antes.

SUL

O tempo seco predomina em toda a região Sul do país nesta quarta-feira, dia 10. As temperaturas não devem ficar muito elevadas, tendo as mínimas de 9ºC e as máximas de 25ºC. Nos próximos três dias a tendência é de o clima continuar sem chuvas e as temperaturas mais amenas.

SUDESTE

O tempo firme começa a se espalhar por São Paulo e a metade sul de Minas Gerais nesta quarta-feira, dia 10. Nestas localidades, as temperaturas devem variar entre 15ºC e 27ºC. Já na parte norte e nordeste de Minas Gerais há previsão para temporais, com mais de 40 milímetros acumulados.

CENTRO-OESTE

A região deve registrar chuvas quase que generalizadas nesta quarta. A exceção acontece na parte norte de Mato Grosso do Sul. Alguns municípios de Mato Grosso devem registrar até 16mm cumulados e em Goiás 15 mm. As temperaturas, no entanto seguem altas, com mínimas de 18ºC e máximas de 36ºC.

NORDESTE

No Nordeste, para variar, a previsão é de muitas chuvas neste dia. Sendo que os maiores acumulados acontecem no sul e oeste da Bahia. Em um geral, as temperaturas devem variar de 18°C a 33ºC.

NORTE

No Norte do país a condição é parecida com a do Nordeste, com a diferença que algumas áreas do Pará podem enfrentar tempestades torrenciais nesta quarta. Na região próxima onde caiu uma importante ponte para escoamento da soja no Pará, por exemplo, há previsão para temporais de até 60 milímetros, atrapalhando os trabalhos de recuperação da alça viária.

Por Daniel Popov, de São Paulo

Fonte : Canal Rural

Compartilhe!