Clima pode prejudicar a produtividade

Os dias de baixas temperaturas em janeiro prejudicaram as lavouras de arroz da Campanha. O produtor Gesiel Porciuncula dos Santos, que cultivou 200 hectares em Bagé, teme que o frio possa afetar ainda mais a cultura.
– Já vemos alguns cachos pretos e grãos com falhas – lamenta.
Na propriedade, as perdas na produtividade devem chegar a 10%, devido ao clima.
Para auxiliar na comercialização da safra, os produtores esperam que o governo federal anuncie R$ 1 bilhão em recursos. O presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Renato Rocha, também deve solicitar medidas como a criação de cotas de importação do Mercosul, para que não entre produto no Brasil durante a colheita, e desoneração tributária para exportação.
– Somos o sexto exportador de arroz, mas não temos competitividade lá fora. Precisamos que o governo abra mão dos impostos – afirma.
As medidas serão solicitadas aos representantes dos governos federal e estadual, durante programação da 23ª Abertura Oficial da Colheita do Arroz, que acontecerá de 21 a 23 de fevereiro, no Parque de Eventos de Restinga Sêca.

Fonte : Zero Hora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.