CLIMA IMPACTA NAS NEGOCIAÇÕES – Milho: apreensão com o clima faz produtor segurar vendas e preços sobem

As cotações subiram nas principais praças de comercialização. Neste momento, a oferta do cereal é curta e se ajusta à demanda

Foto: Pixabay

O mercado brasileiro de milho seguiu muito aquecido nesta terça-feira 20, com novas altas significativas nas cotações sendo observadas. Segundo o analista de Safras & Mercado, Paulo Molinari, as ofertas estão muito curtas e ajustadas à demanda e há tensão e apreensão com o clima para o plantio da safra de verão. Faltam chuvas em importantes regiões produtoras, o que faz o produtor retrair ainda mais a oferta e o resultado é a alta nos preços do cereal.

No Porto de Santos, o preço ficou em R$ 75/77 a saca. No Porto de Paranaguá (PR), o valor registrado foi de preço em R$ 73/75 a saca.

No Paraná, a cotação ficou em R$ 69/71 a saca em Cascavel. Em São Paulo, o preço chegou a R$ 75/77 na Mogiana. Em Campinas CIF, o valor indicado foi de R$ 78,50/79 a saca.

No Rio Grande do Sul, preço ficou em R$ 73/77 a saca em Erechim. Em Minas Gerais, a cotação ficou entre R$ 68/70 a saca em Uberlândia. Em Goiás, o preço esteve em R$ 67 – R$ 68 a saca em Rio Verde – CIF. No Mato Grosso, o valor ficou a R$ 63/67 a saca em Rondonópolis.

Por Agência Safras

Fonte : Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *