Clima afeta valor da produção do campo

O Ministério da Agricultura ajustou para baixo sua projeção para o Valor Bruto da Produção (VBP) agropecuária brasileira em 2016. De acordo com levantamento divulgado ontem pelo departamento de gestão estratégica da Pasta, o VBP passou a ser previsto em R$ 512,9 bilhões no total, ante os R$ 515,2 bilhões projetados em março e montante pouco interior ao estimado para 2015 (R$ 513,2 bilhões), melhor marca registrada até agora.

O ajuste para baixo decorre de correções realizadas no grupo formado por 20 das principais lavouras do país. "As estimativas deste mês refletem parte do impacto da seca e do excesso de chuvas nas principais regiões produtoras do país. A produção de várias lavouras foi afetada e também a produção de frutas", afirmou, em nota, o ministério.

No total, o ministério passou a calcular o VBP agrícola deste ano em R$ 336,7 bilhões, 0,6% menos que o estimado em março (R$ 338,6 bilhões) mas valor ainda 1,8% superior ao do ano passado (R$ 330,8 bilhões). No caso do VBP da pecuária, formado pelas cinco principais cadeias do segmento, o ministério reduziu levemente sua previsão para 2016 para R$ 176,2 bilhões, o que representa uma retração de 3,3% na comparação com 2015.

O Valor Bruto da Produção da agropecuária continuará a ser liderado pela soja em grão. Para a oleaginosa, o ministério passou a projetar R$ 119,9 bilhões, 3,1% abaixo da previsão de março, mas montante ainda 8,4% superior ao do ano passado. Em seguida na lista aparecem bovinos (R$ 74,2 bilhões, queda de 0,9%), frango (R$ 51,2 bilhões, queda de 0,9%), cana-de-açúcar (R$ 50 bilhões, queda de 3%), milho (R$ 45 bilhões, alta de 5,6%) e leite (R$ 25,1 bilhões, queda de 11,4%).

Fonte : valor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *