CitrusBR pretende redirecionar cargas de suco de laranja para mercados com maior tolerância ao carbendazim

Medida é tomada para driblar prejuízo provocado pela rejeição dos Estados Unidos aos produtos brasileiros

ImageAfter

Foto: ImageAfter / Divulgação

Fungicida é usado em pomares brasileiros de laranja

A rejeição dos Estados Unidos ao suco de laranja importado do Brasil com traços do fungicida carbendazim levou a indústria a tomar medidas emergenciais para conter os prejuízos, previstos em cerca de US$ 60 milhões. Segundo a Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos (CitrusBR), a prioridade é redirecionar as cargas para mercados que aceitam o produto. Além disso, a entidade também sugere providenciar a eliminação gradual do uso da substância nos pomares, para que se possa retomar os negócios com os Estados Unidos.

Os embarques atuais estão restritos ao suco não congelado, que contem mais água e, por isso, está de acordo com as regras sanitárias do país. Desde janeiro deste ano, o governo norte-americano rejeita cargas provenientes do Brasil, alegando a presença de níveis acima do permitido de carbendazim. A CitrusBR chegou a pedir uma revisão nos padrões atuais, mas a chance de uma reposta positiva está praticamente descartada.

Fonte:  Ruralbr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *