Chuva atrasa colheita e pode prejudicar qualidade do café

A colheita de café da safra 2015/16 está atrasada no país e as chuvas recentes e as previstas para esta semana nas regiões produtoras podem reforçar esse quadro.

De acordo com o agrometeorologista da Somar Meteorologia, Marco Antonio dos Santos, havia previsões de chuvas para o último fim de semana e as precipitações devem continuar até a próxima quarta-feira em regiões cafeeiras, como sul e sudeste de Minas, São Paulo e norte do Paraná.

Santos observou que as chuvas "estão atrasando um pouco a colheita da café, mas por enquanto não afetam a qualidade do grão". Ele ponderou, no entanto, que se houver um longo período chuvoso, duas semanas seguidas, por exemplo, também pode haver efeito sobre a qualidade do café. Chuvas em excesso, por vários dias, podem afetar a maturação dos grãos e fazer com que o café que está prestes a ser colhido entre em processo de apodrecimento, explicou.

Conforme levantamento da Safras&Mercado, a colheita de café no país atingiu, até 30 de junho, 47% de uma produção estimada em 50,4 milhões de sacas na safra 2015/16. O percentual está abaixo dos 59% do ciclo anterior, quando o clima mais favoreceu a colheita. Mas não muito distante da média histórica de cinco anos para o período de 49%.

De acordo com a Safras, a colheita de café da espécie conilon alcançou 87% da produção estimada para o país – acima da média histórica de 82%. Já a colheita da espécie arábica estava em 31% até o dia 30 de junho, ante um percentual de 46% da safra 2014/15 e também abaixo da média para o período, de 36%.

Na região da mineira Cooxupé – Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé (MG) -, a colheita atingiu 15,45% entre o dia 1º e o dia 26 de junho, informou a cooperativa, por meio da assessoria de comunicação. No mesmo período do ano passado, o total colhido pelos cooperados da Cooxupé havia alcançado 35,45%. Na safra anterior, haviam sido colhidos 21,03%.

A diferença é expressiva porque no ano passado – com o clima mais firme – a colheita pelos cooperados começou em maio e neste ano apenas a partir de 1 de junho. Além disso, as chuvas também atrapalharam a colheita na região da Cooxupé. A cooperativa atua no Sul de Minas, Cerrado Mineiro e Vale do Rio Pardo (São Paulo).

Fonte: Valor | Por Alda do Amaral Rocha | De São Paulo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *