China importa 6,8% mais soja em 2012/13

As importações chinesas de soja devem crescer 6,8% e alcançar a marca recorde de 61 milhões de toneladas na temporada 2012/13, que termina em 30 de setembro, estima o Conselho Internacional de Grãos (IGC, na sigla em inglês).

Ao todo, os chineses devem consumir 75,1 milhões de toneladas no mesmo período, um aumento de 6% sobre o ciclo passado. Desse modo, mais de 81% da demanda doméstica será suprida por outros países, sobretudo Brasil e Estados Unidos.

O IGC declarou ainda que a produção mundial da commodity deve se recuperar das perdas registradas em 2011/12, quando as lavouras da América do Sul foram castigadas pela estiagem.

A expectativa é de uma colheita recorde, de 271 milhões de toneladas, um aumento de 14% em relação à temporada passada. Segundo a entidade, a previsão depende inteiramente de uma recuperação da produção na América do Sul, que pode mais do que compensar as perdas sofridas nos EUA.

A área plantada com soja no Brasil cresceu 9% neste ano, e a colheita pode alcançar a marca inédita de 83 milhões de toneladas – um aumento de 25% em relação à safra passada. O Brasil está em fase inicial de colheita, e o clima sinaliza uma safra sem problemas significativos. Na Argentina, onde cerca de 90% do plantio já foi concluído, a área dedicada à soja cresceu 4%. A expectativa é de uma colheita também recorde, de 54 milhões de toneladas.

A safra 2012/13 dos Estados Unidos, iniciada em 1º de setembro, já foi praticamente toda comercializada. Até o começo do mês, cerca de 31 milhões de toneladas já haviam sido comprometidas com exportadores. Trata-se de um aumento de 27% em relação ao mesmo período do ciclo anterior. O volume já negociado corresponde ainda a 85% da projeção do governo americano para toda a temporada, que se encerra apenas em agosto. "Os compradores agora vão se voltar para a América do Sul a fim de assegurar seu abastecimento."

O comércio global de farelo de soja também está se expandindo e deverá aumentar 4% neste ano-safra, para um recorde de 59,2 milhões de toneladas. Segundo o ICG, há um aumento da demanda na União Europeia, onde a produção de colza tem diminuído nos últimos anos.

© 2000 – 2012. Todos os direitos reservados ao Valor Econômico S.A. . Verifique nossos Termos de Uso em http://www.valor.com.br/termos-de-uso. Este material não pode ser publicado, reescrito, redistribuído ou transmitido por broadcast sem autorização do Valor Econômico.
Leia mais em:

http://www.valor.com.br/empresas/2978700/china-importa-68-mais-soja-em-201213#ixzz2IhxRHMn4

Fonte: Valor | Por Sameer C. Mohindru | Dow Jones Newswires, de Cingapura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.