China compra 83,13% da soja exportada por MS no 1º quadrimestre

Dados são do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.
País asiático comprou 1,035 milhão de toneladas do grão do estado.

Anderson ViegasDo Agrodebate

Comente agora

Grão de soja lidera a lista de produtos exportados por Maringá (Foto: Cocamar/Divulgação)MS exportou 1,245 mi de t de soja no primeiro 
quadrimestre (Foto: Cocamar/Divulgação)

No primeiro quadrimestre de 2014, a soja em grãos se manteve como o principal produto exportado por Mato Grosso do Sul. O volume comercializado, 1,245 milhão de toneladas, representou um incremento de 45,97% frente ao mesmo período do ano passado quando o estado exportou 853,302 mil toneladas. Já a receita deste ano, US$ 621,649 milhões, revela um aumento de 35,76% frente aos US$ 457,901 milhões dos primeiros quatro meses de 2013.

Os dados são do Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior (Aliceweb), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). Conforme a pasta, do volume total vendido no mercado internacional pelas empresas sul-mato-grossenses entre janeiro e abril deste ano, 83,13%, o equivalente a 1,035 milhão de toneladas teve como destino a China.

saiba mais

As exportações do produto “made in MS” para o país asiático resultaram em um faturamento de US$ 515,864 milhões, o que representa uma fatia de 82,98% da receita da comercialização externa  da commoditie pelo estado. Além da China, nestes quatro meses de 2014, a soja em grãos sul-mato-grossense foi vendida também para outros 17 destinos.

Ranking exportações
Mato Grosso do Sul contabilizou no primeiro quadrimestre deste ano um incremento de 3,45% na receita com as exportações em relação ao mesmo intervalo de tempo do ano passado, com o resultado financeiro das operações subindo de US$ 1,685 bilhão para US$ 1,743 bilhão.

Dos cinco produtos que lideraram o ranking estadual de receita com as exportações todos são ligados ao agronegócio. Além da soja em grãos em primeiro, a lista tem ainda a celulose em segundo lugar, com US$ 351,143 milhões, a carne desossada e congelada de bovinos em terceiro, com US$ 183,047 milhões, os pedaços e miudezas comestíveis de galos e galinhas em quarto, com US$ 99,159 milhões e o açúcar em quinto, com US$ 91,321 milhões.

Do top cinco de faturamento nas exportações, quatro produtos registraram aumento no faturamento quando o desempenho é comparado com o mesmo período do ano passado. A exceção ficou por conta do açúcar que sofreu uma retração de 42,50%.

Fonte: G1