CESA NÃO TERÁ DE PAGAR R$ 22 MILHÕES

Com passivo de R$ 100 milhões, a Companhia Estadual de Silos e Armazéns (Cesa) ganhou duas ações que a isentarão de desembolsar quase R$ 22 milhões. ‘Foi uma vitória muito expressiva. A Cesa ganha fôlego para, no futuro, tomar outros rumos’, disse o presidente Márcio Pilger. A quantia refere-se à ação contra Olvebra, na qual a companhia deixará de pagar R$ 12 milhões por uma locação que não se concretizou, e também a uma ação da Prefeitura de Rio Grande, que cobrava R$ 10 milhões de ISS. Em função das dificuldades financeiras enfrentadas nos últimos anos, a companhia não tinha os valores em caixa. Com dívidas em aberto, Pilger disse que ainda não há previsão de investimentos na empresa, que aguarda o balanço contábil de 2013 para refazer os cálculos.

Atualmente, a Companhia tem 20 unidades operando em 18 municípios. Contudo, as condições de trabalho são precárias para os 60 funcionários que restam na ativa. No passado, a Cesa chegou a ter 800 colaboradores em seus quadros.

O presidente do Sindicato dos Auxiliares de Administração de Armazéns Gerais do RS (Sagers), Lourival Pereira, argumenta que a maioria dos profissionais aposentados foi desligada e que a falta de manutenção de equipamentos acarreta risco de acidentes de trabalho nas unidades. ‘Perdeu-se muito em conhecimento técnico, pela não realização de concurso, e também na velocidade dos equipamentos.’ Para Pereira, a única alternativa de recuperação seria a ampliação de receita, o que possibilitaria novos investimentos.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *