CENTRAL DE COMUNICAÇÃO // – Soja e milho registram maior valorização desde 2016 em Santa Catarina

O momento é de valorização dos grãos em Santa Catarina. Neste momento, os produtores recebem em torno de R$ 77 pela saca de soja e R$ 35 pela saca de milho, os maiores valores registados desde dezembro de 2016, informa a Secretaria da Agricultura.

Segundo a secretaria, os preços de hoje costumam interferir também na próxima safra de milho. Normalmente, em anos em que o preço é baixo, como foi em 2017, os produtores acabam não investindo na produção de milho e buscando culturas mais rentáveis – o que diminui a oferta do grão no país. E foi justamente isso que aconteceu em Santa Catarina. Esta safra tem uma área plantada 14,4% menor e a produção deve cair 20,5% em relação ao ano anterior.

“A recuperação dos preços da soja e do milho dá ao produtor rural um incremento na renda e como conseqüência estimulará o aumento na produção na próxima safra, com uma maior área plantada e com emprego de tecnologias que impulsionam a produtividade. Quando os preços estão muito baixos certamente gera uma preocupação no setor, pois isso pode contribuir para o aumento do déficit de milho em Santa Catarina”, explica, em nota, o Secretaria de Agricultura Airton Spies.

Segundo o analista do Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa), Haroldo Elias, o comportamento do clima na segunda safra brasileira e o andamento da safra americana irão influenciar os preços do milho nos próximos 30 dias. Por enquanto, a tendência é que o preço se mantenha estável.

Por Universo Agro

Fonte : CNA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *