CENTRAL DE COMUNICAÇÃO // CNA – Sistema CNA/SENAR assina acordo de cooperação com Banco da Amazônia

Brasília e Belém (09/07/2018) – A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) assinaram nesta segunda (9) um acordo de cooperação com o Banco da Amazônia para promover programas de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) e de extensão rural a produtores rurais, pessoas físicas e jurídicas, financiados pelo Banco.

O documento foi assinado durante a primeira reunião da Comissão Nacional de Desenvolvimento da Região Norte da CNA, na sede da Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), em Belém.

O objetivo do acordo é ampliar o acesso dos produtores ao financiamento de crédito rural oferecido pelo banco, para aumentar a geração de emprego, fortalecer as atividades econômicas e melhorar a renda dos produtores da região Norte.

Durante a reunião, o presidente da Faepa, Carlos Xavier, destacou a importância do encontro para debater as características da produção agropecuária dos estados do Norte. “É pontual para abordamos as particularidades de cada regional e, sobretudo, alinharmos ações em favor dos produtores rurais”.

O superintendente da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), Paulo Roberto Correia, falou sobre o lançamento do aplicativo da ouvidoria do Fundo Constitucional do Norte (FNO) destinado ao atendimento das pessoas físicas e jurídicas que tiveram contrato de crédito aprovado ou que têm interesse no assunto.

“Os beneficiários do FNO já podem falar com a ouvidoria de qualquer lugar usando apenas o aparelho celular, através do aplicativo criado para facilitar o contato com os gestores do Fundo”, disse Correia.

O presidente do Banco da Amazônia, Valdecir Tose, afirmou que em 2017 o banco contratou mais de 15 mil operações de crédito apenas com o FNO, sendo 69% absorvidas pelo setor rural. Quase R$ 2 bilhões foram destinados a empreendimentos do campo.

“Trabalhamos o crédito de fomento com eficiência, qualidade, agilidade, seletividade e rentabilidade. Fortalecer as ações sustentáveis na Amazônia, sempre buscando parceria e usando as fontes de recursos disponíveis para o desenvolvimento da região”, completou Valdecir.

O diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), Daniel Carrara, falou sobre as ações do Senar nos estados da região Norte e também lembrou os desafios frente ao novo modelo de sindicalismo.

Participaram também da reunião os presidentes das Federações da Agricultura dos estados da Amazônia (FAEA), Muni Lourenço, de Roraima (FAERR), Silvio Silvestre, de Rondônia (Faperon), Hélio Dias, do Amapá (FAEAP), Iraçu Colares, além do jornalista Lorenzo Carrasco e superintendentes do Senar na região Norte.

Assessoria de Comunicação CNA/SENAR, com informações da FAEPA

Fonte : CNA