CENTRAL DE COMUNICAÇÃO // CNA – Presidente da CNA recebe Medalha de Mérito no Rio Grande do Norte

Presidente da FAERN, José Alvares Vieira, entrega honraria ao Presidente da CNA, João Martins / Foto: Divulgação FAERN

Presidente da FAERN, José Alvares Vieira, entrega honraria ao Presidente da CNA, João Martins / Foto: Divulgação FAERN

Natal / Rio Grande do Norte (13/12/2016) – O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, recebeu na noite desta segunda (12), em Natal, no Rio Grande do Norte, a Medalha de Mérito Rural Senador Moacyr Duarte, conferida anualmente desde 2011 pela Federação da Agricultura, Pecuária e Pesca do Rio Grande do Norte (FAERN).

Além de Martins, foram agraciados o deputado federal Antônio Jácome, que se encontra em missão oficial na China e foi representado pelo filho e também deputado Jacó Jácome, e o vice-reitor da UFRN, José Daniel Diniz Melo.

Os agraciados receberam a medalha por relevantes serviços prestados durante o ano ao agronegócio potiguar nas áreas da produção rural ou liderança classista; política e/ou administração pública e desenvolvimento científico, tecnológico ou do ensino.

Em seu discurso de agradecimento, o presidente da CNA lamentou o a falta de políticas de governo para o médio produtor rural, o mais penalizado pela seca dos últimos anos, mas que tem papel primordial na produção de riquezas no campo.

Mais cedo, durante entrevista a jornalistas, Martins afirmou que a agricultura e a pecuária do Nordeste estão “estraçalhadas” a despeito de o país colher uma nova safra recorde.

“Sem uma política específica para a região, todo o resto, inclusive o recente decreto de renegociação das dívidas rurais, corre o risco de ser mais um paliativo”, afirmou Martins.

Segundo o presidente da Federação da Agricultura, Pecuária e Pesca do Rio Grande do Norte e da Comissão para o Nordeste da CNA, José Vieira, a escolha de João Martins para a Medalha de Mérito Rural Senador Moacyr Duarte reflete suas firmes posições em favor de políticas públicas específicas para a agricultura e pecuária nordestina.

Assessoria de Comunicação CNA

Fonte : CNA

Compartilhe!