CENTRAL DE COMUNICAÇÃO // CNA – Participantes do CNA Jovem concorrem a prêmio ambiental da ONU

Jovens que fizeram parte da 2ª edição do Programa

Jovens que fizeram parte da 2ª edição do Programa

Brasília (09/04/2018) – Três participantes do CNA Jovem, programa de formação de lideranças do Sistema CNA/SENAR, inscreveram projetos no prêmio da Organização das Nações Unidas (ONU) Meio Ambiente. Daiane Gebert, Izaura Sales e Mariana Martins integraram a 2ª edição do programa e representarão o Brasil no concurso internacional.

O prêmio Jovens Campeões da Terra reconhecerá soluções criativas para os problemas ambientais mais urgentes da atualidade. A competição ocorre em 35 regiões do mundo e escolherá sete vencedores, de 18 a 30 anos, que receberão US$ 15 mil para implementar seus projetos. Os ganhadores também terão treinamento personalizado e participarão de uma conferência sobre empreendedorismo na sede da ONU, nos Estados Unidos.

As três jovens concorrerão com projetos sobre implantação de placas solares em propriedades rurais, um aplicativo para promover a extração de marisco com bases ecológicas sustentáveis e economia circular nas agroindústrias, respectivamente.

Daiane Gebert

“A energia solar se destaca por ser uma das fontes primarias menos poluentes, com impacto ambiental quase nulo e por poder ser facilmente integrada às construções, gerando eletricidade localmente, sem a necessidade de linhas de transmissão que provocam perdas e alto impacto ambiental”, declara Daiane.

Para Izaura, a participação em um prêmio dessa proporção é fundamental para dar visibilidade mundial tanto para o potencial produtivo do Brasil quanto para as soluções encontradas aqui para garantir a harmonia com o meio ambiente.

“Os jovens que atuam no setor agropecuário brasileiro têm desenvolvido ações inovadoras para o uso adequado dos recursos naturais. Este concurso é uma oportunidade de promover network com jovens de outros países e adquirir novos conhecimentos”, observa.

Izaura Sales

Mariana também acredita que será uma oportunidade de trocar informações sobre experiências em nível mundial. Ela considera o CNA Jovem um “protagonista” na sua trajetória profissional.

“Se hoje desenvolvo um projeto voltado para a economia circular, foi graças ao Programa, que me apresentou de forma direta ao tema e que proporcionou que eu pudesse evoluir na ideia inicial sobre gerenciamento de resíduos para a economia circular”, revela a engenheira ambiental gaúcha.

Mariana Martins (ao centro)

Prêmio – Com o apoio técnico e financeiro oferecido pela premiação, a ONU Meio Ambiente e a Covestro (empresa parceira na iniciativa) esperam ajudar jovens a transformar seus projetos em soluções factíveis e reais, que podem tanto enfrentar problemas ambientais, quanto inspirar outros indivíduos a se engajar na proteção do planeta.

Na edição deste ano também serão selecionados até 50 candidatos ao prêmio para um programa de mentoria online, com especialistas do quadro de 16 mil funcionários da Covestro. Os participantes receberão orientações sobre como melhorar a viabilidade e o impacto das suas ideias.

Os sete vencedores do Jovens Campeões da Terra serão conhecidos em setembro de 2018.

Assessoria de Comunicação CNA

Fonte : CNA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *