Casos de raiva bovina no Rio Grande do Sul preocupam autoridades

Desde 2011 o número de animais mortos alcançaria 30 mil cabeças

Com a confirmação de um caso de raiva bovina em Porto Lucena, na fronteira com a Argentina, cresce a preocupação com o avanço da doença. Conforme Nilton Rossato, coordenador do Programa Nacional de Controle da Raiva em Herbívoros no Rio Grande do Sul, o número de animais mortos no Estado já chega a 4 mil neste ano. De 2011 para cá, o número alcançaria 30 mil cabeças.
— Estamos monitorando a margem do Rio Uruguai para evitar que a doença se espalhe para outros municípios. Também orientamos a vacinação — diz Rossato.
A doença é transmitida por morcegos hematófagos.

Fonte: Zero Hora

Compartilhe!