Carnaval motiva aumentos da demanda e do preço do etanol

Usineiros com etanol estocado nesta entressafra tiveram bons motivos para cair na folia durante o Carnaval. Por causa da maior festa popular brasileira, o consumo do biocombustível subiu no país e puxou os preços pagos nas usinas.

Entre 13 e 17 de fevereiro, semana que antecedeu o feriado, o indicador Cepea/Esalq para o litro do hidratado negociado em São Paulo subiu 6,9%, para R$ 1,1581. Já o anidro, que é misturado à gasolina, registrou valorização de 4,67% e alcançou R$ 1,2104 o litro.

Durante os últimos dias, o indicador Esalq BM&FBovespa para o hidratado posto em Paulínia (SP) já vinha apontando para a guinada das cotações. Desde a segunda-feira, o índice subiu 2,49%, saindo de R$ 1.190 o m3, na segunda-feira (dia 13), para R$ 1.218,50 o m3 na sexta (dia 17).

Além do consumo maior no período que antecede o Carnaval, o aumento dos preços na usina é decorrência da volta da viabilidade de abastecimento com etanol em algumas cidades do país, sobretudo em São Paulo, o maior centro consumidor.

Isso se deve à queda dos preços nas usinas iniciada em janeiro e que prosseguiu até a primeira quinzena de fevereiro. Nesse período, a retração do valor pago à indústria acumulou cerca de 10%.

Segundo dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP), em 2011 as vendas de etanol recuaram 13,8%, sendo que somente a venda de hidratado caiu 28,9%. Em janeiro de 2012 o movimento de retração do consumo continuou.

Fonte:  Valor | Por Fabiana Batista | De São Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.