Cargas iam para cooperativa

Na Operação Leite Compen$ado 2, o Ministério da Agricultura apurou que 113 mil litros de leite contaminados tinham destino a Cooperativa Central Agro-Industrial (Confepar), do Paraná. Em 11 laudos de fevereiro a maio, ficou comprovado o uso de formol no produto. Desde então, a cooperativa já sabia sobre a fraude do leite cru recebido dos postos de resfriamento do RS e que não poderia ser utilizado para a produção. Até o final da tarde, a Confepar não informou se cumpriu a determinação de não comercializar o leite. A cooperativa informou que ‘repudia ações fraudulentas’ e se colocou à disposição das investigações.

Fonte: Correio do Povo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *