CANAAGRICULTURANOTÍCIAS – FOI-SE O QUE ERA DOCE – Déficit acumulado de açúcar deve atingir recorde de 16 milhões de toneladas

Na safra global 2016/2017, 37,9% da demanda mundial poderá ser suprida apenas com as reservas do alimento, em detrimento da produção

O déficit na produção de açúcar deve atingir um acumulado recorde de mais de 16 milhões de toneladas nas safras globais 2015/2016 e 2016/2017, conforme projeção do presidente da Datagro, Plinio Nastari, nesta terça, dia 13.

"Nunca tivemos um déficit acumulado tão grande", frisou ele, durante palestra no 1º Congresso de Bioenergia de Mato Grosso, em Cuiabá (MT).

As estimativas consideram um déficit de 7,72 milhões de toneladas na atual temporada, que se encerra em 30 de setembro, e outro de 8,89 milhões de toneladas no ciclo que se inicia em outubro e vai até setembro do ano que vem. Os déficits esperados, se confirmados, encerrariam cinco safras consecutivas de excedente. Na última, a 2014/2015, o superávit havia sido de 3,67 milhões de toneladas.
Ainda de acordo com Nastari, tais déficits reduzirão a relação entre estoques e consumo. No ciclo anterior, tal relação foi de 48,7%, devendo cair para 43,5% em 2015/2016 e para 37,9% em 2016/2017. Esse porcentual indica que, na safra global 2016/2017, 37,9% da demanda mundial poderá ser suprida apenas com as reservas do alimento, em detrimento da produção. Historicamente, quando a relação se aproxima dos 30%, há reação dos preços da commodity na Bolsa de Nova York.

Combustíveis

O presidente da Datagro também comentou que, dada a queda do petróleo no mercado internacional, os preços internos dos combustíveis estão hoje até 50% acima dos praticados lá fora. No caso da gasolina, o valor aqui supera em 31,43% o registrado na média mundial. Já em relação ao diesel, a superação é de 49,62%.

Fonte : Canal Rural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *