CAMPO E LAVOURA | Veto presidencial

Aprovado na Câmara e no Senado, o auxílio emergencial a agricultores foi vetado pelo presidente Jair Bolsonaro. Pelo projeto de lei, seriam cinco parcelas de R$ 600 e recursos para fomento e renegociação das dívidas em meio à pandemia. A derrubada do veto, embora possível, é vista como improvável, diante da maioria do governo no Congresso, avalia Heitor Schuch , presidente da Frente Parlamentar da Agricultura Familiar.

Está prevista para hoje a reunião com representantes dos servidores do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) para tratar da proposta de reestruturação da autarquia. A valorização do quadro, com melhora na remuneração, é um pedido antigo.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte: Zero Hora

Compartilhe!