CAMPO E LAVOURA – Treinamento sem sair da propriedade

A pandemia teve efeitos também sobre a capacitação no campo, ampliando a procura por cursos no modo remoto. No Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o número de matrículas aumentou 19,4% de janeiro a setembro – foram 108,34 mil neste ano em comparação a 90,73 mil em 2019.

– Em função da pandemia, as atividades presenciais foram suspensas em março, aumentando consideravelmente a demanda por educação a distância – aponta Larissa Arêa Sousa, assessora-técnica pedagoga do da instituição.

Neste momento, são 20 cursos com matrículas abertas, até a próxima terça-feira ou até as turmas serem preenchidas (detalhes em ead.senar.org.br). Gratuitos, os treinamentos são voltados a quem atua no setor ou tem interesse de ingressar na área. Entre os temas abordados estão gestão da rural, agricultura de precisão, sustentabilidade no campo e gestão de risco em saúde e segurança do trabalho.

Tem tetracampeão no ranking nacional de expositores da raça angus. Pelo quarto ano consecutivo, a Cabanha Soldera, dos Irmãos Soldera, de Panambi, fica na primeira posição entre os exemplares rústicos. Completam o pódio: em segundo lugar, a Fazenda Ouro Preto, de Zélio Teixeira Dias, de Pedras Altas, e, em terceiro lugar, a Agropecuária Progresso do Tarumã, de Marcio Sudati, de São Francisco de Assis.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *