CAMPO E LAVOURA | Também na espera

Não é só a renegociação de financiamentos dos produtores afetados pela estiagem que ainda enfrenta obstáculos. Produtores familiares, que acessam o Pronaf, também têm relatado dificuldade para acessar as linhas de crédito emergenciais, no valor de R$ 20 mil, anunciadas no pacote de medidas de socorro.

Presidente da Frente Parlamentar da Agricultra Familiar, Heitor Schuch encaminhou documento ao Banco do Brasil, que detém cerca de 60% do crédito rural, cobrando agilidade.

Outro ponto que traz inquietação é a demora na sanção da lei que incluiu agricultores familiares entre as categorias aptas a receber o auxílio de R$ 600. Embora destinado a amenizar a crise da pandemia, o recurso é visto como alternativa a agricultores que tiveram prejuízos com a estiagem no RS.

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *