CAMPO E LAVOURA – Símbolos de conquistas

Há um objeto cobiçado por todos os criadores que colocam animais nas pistas da Expointer. As escarapelas, como são chamadas oficialmente, ou as rosetas, em bom "gauchês", ostentam a conquista nos julgamentos das raças. E, a partir daquele momento, dão novo status ao exemplar.

Há três níveis de rosetas, explica o subsecretário do Parque de Exposições Assis Brasil, José Arthur Martins. As de cor única são a premiação nas categorias de um campeonato. E a senha para a disputa de uma de duas cores – verde e vermelho -, indicativo do campeão de um campeonato. Esses, por sua vez, disputam entre a roseta de três cores – as da bandeira do Rio Grande do Sul -, destinada ao grande campeão.

– Quanto mais vai subindo no campeonato, mais cores vai adquirindo na roseta – explica o subsecretário do parque.

Em paralelo, existem as escarapelas de outras premiações como melhor velo e conformação.

Estreante em Esteio, a fêmea da raça de ovinos corriedale J.S.F. do Espinilho 464 ficou tapada de prêmios: grande campeã, campeã na categoria, primeiro prêmio, melhor velo e conformação. Ela é da Cabanha Espinilho, de Bagé, que também arrematou o título de reservada grande campeã e terceira melhor fêmea.

– A gente não sai sempre pensando em ganhar. Tem de saber ganhar e perder, mas se a ganhar é melhor – diz Joaquim Soares Neto, dono da Espinilho.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Compartilhe!