CAMPO E LAVOURA – Safra de trigo termina com cenário otimista para 2021

A colheita do trigo foi concluída na semana passada no Rio Grande do Sul e deixou um "gosto de quero mais" nos produtores gaúchos. Mesmo com a frustração parcial na safra 2020, que teve a produtividade afetada pela geada e também pela estiagem, os agricultores deverão reforçar a aposta na cultura em 2021. No próximo ciclo, o Estado deve voltar a atingir 1 milhão de hectares de área plantada, o que não ocorre desde 2014.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Estado colheu 2,3 milhões de toneladas do cereal, em 950,9 mil hectares. Em volume, a produção se manteve semelhante à de 2019, quando saíram dos trigais gaúchos 2,28 milhões de toneladas. No entanto, a expectativa inicial era de safra na faixa das 3 milhões de toneladas, na esteira da ampliação em 25% da área do cereal. Neste contexto, o clima adverso fez a produtividade baixar, em média, de 3 mil para 2,4 mil quilos por hectare.

Para 2021, a Federação da Agricultura do Estado (Farsul) projeta que o espaço destinado à cultura se expandirá 6% e alcançará a marca de 1 milhão de hectares. A produção prevista é de 2,65 milhões de toneladas, elevação de 15%.

– O produtor segue incentivado pelos preços, que devem se manter favoráveis. Ele também está olhando a possibilidade de rotação do trigo com as culturas de verão – salienta Hamilton Jardim, presidente da Comissão do Trigo da Farsul.

Após beirar R$ 1,5 mil por tonelada em novembro, a cotação do trigo gaúcho vem cedendo nas últimas semanas. Na sexta-feira, a tonelada do cereal ficou em R$ 1.270,92, de acordo com o indicador Cepea/Esalq.

Ainda assim, no ano, a cultura acumula valorização de 56%, e a tendência de remuneração segue positiva na próxima safra, lembra o coordenador da Câmara Setorial do Trigo no Estado, Tarcisio Minetto.

– O produtor que perdeu o milho precoce, por causa de estiagem, poderá apostar em uma cultura de inverno para se recuperar financeiramente – acrescenta Minetto.

Apesar dos impactos do clima na produção de trigo em 2020, Minetto salienta que o grão colhido atingiu o nível de qualidade exigido pela indústria moageira.

FERNANDO SOARES | INTERINO

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *