CAMPO E LAVOURA – SABOR CAMPEIRO – Produtos da agricultura familiar devem faturar R$ 1,2 milhão na 20ª Expodireto-Cotrijal

Pavilhão dedicado ao setor, em Não-Me-Toque, terá 186 expositores, divididos entre agroindústrias e artesãos

Diogo Zanatta / EspecialO foco da feira são negócios em máquinas e implementos, mas setores como a agricultura familiar também são beneficiadosDiogo Zanatta / Especial

No ano em que a Expodireto-Cotrijal chega a sua 20ª edição, o pavilhão da agricultura familiar segue ampliando a participação no evento, marcado para a próxima semana, entre os dias 11 e 15, em Não-Me-Toque, no norte do Estado. Serão 182 estandes e 186 expositores, todos inscritos no Programa Estadual de Agroindústria Familiar (Peaf ).

A expectativa é de que o setor fature cerca de R$ 1,2 milhão, superando o valor da última edição, R$1,08 milhão.

— O espaço na Expodireto representa visibilidade que legitima a qualidade da agroindústria e do artesanato do Rio Grande do Sul. O grande objetivo da feira é abrir mercado e não fazer dela o mercado — afirma o assessor de Política Agrícola e Agroindústria da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado (Fetag-RS), Jocimar Rabaioli.

Mais de 260 mil pessoas estiveram na última edição do evento, considerado um dos mais importantes espaços de mostra da tecnologia agrícola do país. O foco são negócios em máquinas e implementos, mas podem ser beneficiados diversos setores do agronegócio:

— A safra neste ano está boa. Acreditamos que será muito grande o investimento em máquinas, o que vai chamar público e aumentará o número de vendas também na agricultura familiar — afirma José Alexandre da Silva Rodrigues, diretor do Departamento de Agricultura Familiar e Agroindústria da Secretaria da Agricultura do Estado.

O espaço contará neste ano com uma novidade: os estandes serão cobertos por lonas, assim como na Expointer do ano passado. O objetivo é ajudar a criar a sensação de imersão no ambiente campeiro. A partir da próxima segunda-feira, visitantes que passarem pelo parque poderão levar para casa queijo, salame, panificados, produtos orgânicos, frutas cristalizadas e desidratadas.

Produção: Letícia Paludo

Gisele Loeblein

Fonte : Zero Hora

Compartilhe!