CAMPO E LAVOURA | Pró-etanol dá um passinho à frente

A confirmação pelo Conselho Nacional de Política Energética, ontem, da redução do percentual de biodiesel adicionado ao diesel reforça a preocupação das indústrias do setor. Como publicou a coluna na segunda-feira, a diminuição de 13% para 10% na mistura deve trazer consequências que vão da paralisação de invesimentos ao recuo de 2,6 milhões de toneladas de farelo de soja.

A aprovação do relatório favorável na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia faz avançar o projeto de lei do Executivo para criação da Política Estadual de Estímulo à Produção e Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Etanol (Pró-Etanol/RS). Como tramita em regime de urgência, precisa ser votado até o dia 8 de maio.

Coordenador da Frente Parlamentar em Defesa dos Biocombustíveis e relator do parecer favorável aprovado na CCJ, por 12 votos a zero, o deputado Elton Weber afirma que tentará negociar com os líderes para que a votação possa ser feita antes da data-limite.

O texto é fruto de resultado do esforço conjunto entre entidades e poderes Executivo e Legislativo, depois de mais de três anos de debates. Prevê a inclusão no orçamento dos recursos para fomento do setor. E deve impulsionar 11 projetos no RS.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *