CAMPO E LAVOURA | Pioneirismo tropical reconhecido

Fronteira aberta à produção de vinho em pleno semiárido do Nordeste, a região do Vale do São Francisco pode alcançar outro marco: ser a primeira área tropical do mundo com indicação geográfica. A certificação vem do Instituto Nacional da Propriedade Industrial, que analisará o pedido encaminhado em dezembro.

A produção fica no submédio São Francisco, que compreende partes da Bahia e de Pernambuco. Entram nas solicitações de indicação de procedência (IP) os vinhos finos brancos, tintos e espumantes. Oito municípios estão inclusos, totalizando oito vinícolas – uma delas a Terranova, da gaúcha Miolo.

Com presença contínua do sol, ausência do frio, controle da irrigação, poda e variedades mais adaptadas ao clima tropical semiárido, há produção o ano todo. Os vinhos tropicais são "jovens, frescos e frutados", descreve Francisco Macedo de Amorim, professor de Enologia e colaborador do Instituto do Vinho do Vale do São Francisco, entidade que integra a busca da IP.

As exportações do agro brasileiro atingiram US$ 11,57 bilhões em março, alta de 28,6% sobre 2020 e recorde para o mês, segundo o Ministério da Agricultura. reflexo, entre outras coisas, do avanço dos preços dos produtos exportados, que aumentaram 8,7%.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *