CAMPO E LAVOURA – Perspectiva de boa safra de camarão na Lagoa dos Patos

É com boa perspectiva que o Rio Grande do Sul dará a largada, no próximo mês, à safra do camarão-rosa na Lagoa dos Patos, principal ponto de pesca. A variedade tem como origem o litoral de Santa Catarina, explica Luiz Felipe Dumont, professor do Instituto de Oceanografia da Universidade Federal do Rio Grande (Furg) e pesquisador do tema. As larvas do crustáceo são transportadas na direção sul e usam ambientes como o da lagoa à fase de desenvolvimento juvenil.

E é aí que entra o papel do tempo – no caso, da chuva mais escassa. Com menos quantidade de água doce na lagoa, há mais espaço para que a água do mar – que carrega as larvas – entre. Em 2020, este fenômeno ocorreu principalmente a partir da segunda quinzena de outubro na região. Conforme esclarece Dumont, as entradas "se mantiveram frequentes e bastante intensas até o presente momento".

– Portanto, existe uma boa expectativa para a safra de 2021, possivelmente com camarões ainda com tamanho muito variado no início, tendendo a melhorar ao longo do período – projeta.

O período de pesca autorizada na Lagoa dos Patos se estende até maio, conforme portaria do Ibama. O camarão-rosa se difere do ferrinho e do vermelho, pescados no mar na primavera e no verão, na maioria, por embarcações catarinenses.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *