CAMPO E LAVOURA – Para manter a cigarrinha longe

Técnicos da Divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Secretaria de Agricultura do RS realizam neste momento um trabalho para monitorar a presença da cigarrinha-do-milho. A praga, que atende pelo nome científico de Dalbulus maidis trouxe danos às lavouras do grão no Sudeste, no Centro-Oeste, além de Paraná e Santa Catarina.

A previsão é de que sejam feitas amostragens em 150 municípios gaúchos, com coleta de insetos e plantas com possíveis sintomas. As primeiras 15 amostras recolhidas devem ser enviadas nesta semana para o laboratório do Ministério da Agricultura que fica em Goiás.

– O complexo de doenças transmitido pela cigarrinha pode dizimar grandes extensões de áreas de cultivo, devido à facilidade de disseminação, podendo ocasionar perdas de até 100% – diz Ricardo Felicetti, chefe da divisão na secretaria.

no radar

A cotação da soja em grão abriu a semana com nova alta na Bolsa de Chicago, nos Estados Unidos. Os contratos para maio fecharam em US$ 15,6900, alta de 1,69% sobre a sexta-feira.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *