CAMPO E LAVOURA – Os dois tempos da safra no Estado

O Rio Grande do Sul vive dois momentos diferentes de safra: colheita e plantio. Principal produto do inverno, o trigo se encaminha para o final do ciclo, com 95% da área total já colhida, aponta o levantamento semanal da Emater. Em alguns pontos, como em Santa Rosa, os trabalhos já foram finalizados. Com lavouras afetadas pela geada em agosto, a regional registra produtividade média de 1,5 mil quilos por hectare, 50% menos do que o esperado.

A predominância do tempo seco, combinada com variação de temperatura, insolação e ventos, mantém a umidade em baixa, afetando plantio e desenvolvimento da safra de verão. Nos últimos sete dias, a semeadura da soja avançou apenas quatro pontos percentuais, chegando a 31% da área estimada. No milho, além da estagnação do cultivo, já há registros de perdas.

No arroz, 85,16% dos 969,2 mil hectares previstos estão plantados, segundo o Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), avanço de 6,6 pontos percentuais em uma semana.

O ano tem sido positivo para as vendas de sêmen da raça angus. Considerados apenas os negócios de genética brasileira, a alta é de 52% no acumulado entre janeiro e setembro, aponta a Associação Brasileira de Angus, com base em dados da Asbia. No total da raça, a alta foi de 28,72% .

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *