CAMPO E LAVOURA | O retrato do momento no arroz

Tem muito chão ainda, ou melhor, muita lavoura pela frente na safra de arroz do Rio Grande do Sul. A colheita alcançou 31,45% da área plantada, aponta o Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga). E, embora auspicioso, o rendimento médio neste momento, de 8,85 mil quilos por hectare (acima do recorde do ano passado), deve reduzir até o término dos trabalhos. O diretor-técnico da entidade, Ricardo Kroeff, explica:

– Estamos no momento da melhor produtividade, de lavouras semeadas na época preferencial. A tendência é que venha a baixar.

NO RADAR

Agora cada gota de chuva conta e é importante para manter a umidade necessária ao bom desenvolvimento das lavouras de soja do Estado. Dado desta semana da Emater mostra que a área colhida do grão alcançou 5% da total semeada, abaixo da média para o período. Outros 73% estão nas fases de enchimento de grãos e de maturação. No milho, a área colhida soma 64%. O tradicional balanço da safra de verão, que costuma ser apresentado na Expodireto-Cotrijal, este ano cancelada, está previsto para a próxima quinta-feira, dia 25.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *