CAMPO E LAVOURA – O caso das sementes misteriosas enviadas por correio

Encaminhadas para análise do Ministério da Agricultura, sementes recebidas via correspondência em Santa Catarina reacenderam a polêmica em torno do mistério sobre esse tipo de entrega. Casos semelhantes haviam sido registrados nos Estados Unidos, alimentando teorias sobre origem e objetivo da ação.

No Estado vizinho, o envelope "surpresa", com as sementes não solicitadas, foi recebido por morador de Jaraguá do Sul. O recebimento do pacote misterioso foi compartilhado em rede social, marcando a Secretaria da Agricultura catarinense.

– Entramos em contato com ele, recolhemos o material e encaminhamos para o Ministério da Agricultura. E decidimos reforçar o alerta – conta Alexandre Mees, gestor do Departamento Estadual de Defesa Sanitária Vegetal da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de SC.

Desde então, outros relatos chegaram à companhia. No dia 14 de agosto, o órgão federal já havia emitido aviso em razão das investigações conduzidas por autoridades americanas.

Mesmo sem registros no Rio Grande do Sul, a Secretaria da Agricultura lançou comunicado.

Como agir

O procedimento recomendado caso receba esse tipo de pacote:

Coloque em um saco plástico e encaminhe à inspetoria de defesa agropecuária, para ser destinado a análise e descarte adequado

Não plante, enterre ou jogue fora o pacote. Não viole a embalagem, para não expor o conteúdo ao ambiente

A importação de sementes só pode ser feita seguindo regras e com acompanhamento do Ministério da Agricultura

Fonte: Ricardo Falicetti, chefe da divisão de Defesa Sanitária Vegetal da Seretaria da Agricultura do RS

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *