CAMPO E LAVOURA | Médicos veterinários buscam imunização contra a covid-19

Resolução federal de 1997 classifica os médicos veterinários como profissionais de saúde. Sendo assim, estariam incluídos dentro do cronograma de prioridade de vacinação definido pelo plano nacional de imunização. Na prática, no entanto, esse entendimento tem variado de município para município no Rio Grande do Sul, relata o Conselho Regional de Médicos Veterinários do RS (CRMV-RS). Na tentativa de fazer avançar a aplicação de doses na categoria, a presidente Lisandra Dornelles relata que tem sido feito um trabalho minucioso de mobilização:

 

 

– Estamos ligando para os 497 municípios. A maioria tem sido receptiva. É uma negociação de formiguinha, mas tem funcionado.

 

 

Também foram enviados ofícios para o Ministério Público e para o governo estadual, com a explicação do enquadramento como profissionais da saúde e as áreas de atuação. Que vai além do atendimento de animais de estimação.

 

 

No documento, a entidade lembra que “tudo aquilo que você come de origem animal tem uma cadeia de médicos veterinários por trás, desde a escolha das matrizes, imunização, boas práticas em criação, saúde dos plantéis, inspeção dos produtos para atestar a qualidade e segurança, inspeção dos estabelecimentos para saber se estão acondicionados corretamente”. O texto acrescenta ainda que são “os únicos profissionais habilitados a atuar nos três pilares da saúde única: a humana, a ambiental e a animal”. No Estado, segundo o CRMV-RS, há 14.048 médicos veterinários ativos registrados.

 

 

No início do mês passado, o vice-presidente da Comissão de Agricultura, Ernani Polo, solicitou ao governo estadual que os servidores da Secretaria da Agricultura e do Ministério da Agricultura também fossem incluídos no grupo prioritário de imunização.

 

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN
Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *