CAMPO E LAVOURA | Gafanhotos em quatro frentes

Com quatro regiões na vizinha argentina sendo monitoradas, o Rio Grande do Sul se mantém alerta para as nuvens de gafanhotos.

Na província de Entre Ríos, aplicações terrestres e pulverizações aéreas conseguiram reduzir em cerca de 80% o tamanho do enxame. Esse é o grupo que está mais próximo do Estado. Dois pequenos grupos foram identificados no sábado, sobrevoando os municípios de Federación e Santa Ana, a cerca de 86 e 80 quilômetros de Barra do Quaraí, respectivamente.

O fiscal estadual agropecuário Juliano Ritter diz que chama a atenção o fato de os insetos estarem se movimentando contra a direção do vento:

– É um movimento atípico. Como temos vento norte, o risco de seguirem na direção do Estado é baixo, pois teriam de seguir contra o vento. Isso é improvável, mas não impossível de acontecer.

Há ainda tendência de deslocamento do norte para o sul da Argentina de outras três nuvens monitoradas nas províncias de Formosa, Chaco (foto acima), Salta e Entre Ríos.

Colaborou Rossana Ruschel

GISELE LOEBLEIN

Fonte: Zero Hora

Compartilhe!