CAMPO E LAVOURA – Final de semana de Bocal de Ouro

Primeira das classificatórias do Freio de Ouro realizada no Brasil neste ano, o Bocal de Ouro também marca a estreia no circuito da principal competição da raça de cavalos crioulos. Entram em pista na seletiva, que vai até domingo no parque Assis Brasil, em Esteio, somente animais inéditos. Ao todo, 48 fêmeas e 46 machos foram admitidos para a disputa. Ontem, começaram as provas funcionais, dando sequência à etapa de morfologia da quarta-feira. Com base no que viu em pista até agora no Bocal de Ouro, Eduardo Suñe, vice-presidente de Exposições Morfológicas e Provas Funcionais da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), organizadora da competição, faz projeção:

– Além de muito competitivo, com certeza, tem animais que pegarão pódio no Freio de Ouro.

Para garantir a proteção em meio à pandemia, os protocolos incluem álcool em gel, uso de máscara, distanciamento social e medição de temperatura, além de restrição do acesso.

***

75% é o percentual já semeado da área de trigo estimada para o Estado segundo o boletim semanal da Emater. É um pouco aquém do registrado na safra passada e na média para esse período, que era de 80%. As lavouras implantadas estão em emergência e desenvolvimento vegetativo inicial, com bom estande de plantas e boa sanidade. Uma das regiões mais avançadas é a de Santa Rosa, onde o plantio da cultura alcançou 82% do total previsto.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *