CAMPO E LAVOURA – Entrou para o clube

Ferramenta que ajudou a popularizar as vendas de vinhos, o clube de compras ganhou uma nova categoria de produto: a carne bovina certificada. Pelo menos duas iniciativas no Rio Grande do Sul ganharam força – e adesões – em meio à pandemia. O modelo não só vingou, como cresceu. Trabalhando no sistema de assinatura ou na venda avulsa, esses canais se tornaram opções para quem busca regularidade na oferta de cortes diferenciados, com o selo das associações de raça.

– No Interior, havia demanda, mas quando íamos comprar ou não tinha, ou o produto não era tão novo. Se organizou esse clube para fazer aquisições diretamente do frigorífico – conta Dimas Rocha, um dos criadores do Blackbull Beef Club, com operação em Cachoeira do Sul, e voltado à Carne Certificada Angus.

A adesão é por meio de pedido mínimo associado à frequência. São três categorias de compras: assado, cozinha e linha fazenda (com peças maiores) e 110 sócios. Semanalmente, a lista dos cortes disponíveis é divulgada. Joice Rocha, sócia proprietária do Blackbeef, explica que os integrantes fazem a encomenda no início da semana e recebem entre quinta e sexta-feira:

– O sistema nos possibilita a ter sempre carne nova para entregar.

Na Fronteira Oeste, a demanda por carne de qualidade motivou a criação do Trempe Clube da Carne.Com três categorias (fundamento, luxo e reserva especial), tem duas formas de acesso: via assinatura, com pagamento fixo, e a compra avulsa, de segunda a sábado. No caso dos assinantes, toda primeira sexta-feira do mês, recebem um box personalizado, com 3,5 quilos de carne e um regalo. São 40 sócios, 80% na categoria luxo. São carnes certificadas por associações de raça e fornecidas por seis frigoríficos parceiros. A ideia deu tão certo que o grupo já trabalha na construção de franquias.

– Com certeza, queremos expandir para outros municípios – ressalta Maria Antonyela Lopez Carvalho, que integra o time de empreendedores do Trempe Clube, ao lado de Giovani Carlotto e Ricardo Oaigen.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *