Campo e Lavoura -Eleições – Primos disputam presidência da Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Crioulo

Eduardo Moglia Suñe e Marcelo Moglia, que disputam a gestão do biênio 2016/2018, vão aproveitar os quatro primeiros dias da feira para buscar o apoio de associados.

Primos disputam presidência da ABCCC

Faltando 15 dias para a eleição da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), que ocorrerá no dia 31 de agosto, durante a Expointer 2016, os candidatos a presidente apostam todas as fichas no corpo-a-corpo para intensificar a campanha eleitoral. Concorrem os primos Eduardo Moglia Suñe e Marcelo Moglia, ambos de Bagé.  Em 85 anos de história da entidade, esta é a segunda vez que os criadores precisarão escolher entre dois candidatos. A primeira e última disputa foi em 1990.

"Nosso desafio é colocar em prática todo o nosso conhecimento e dar sequência ao crescimento da raça crioula."
Eduardo Moglia Suñe
50 anos, natural de Bagé, administrador e jurado da raça há 31 anos

Foto: Felipe Ulrich / Divulgação ABCCC

A campanha de Eduardo Moglia Suñe é baseada em 35 propostas de melhoria ou novos projetos. Entre os planos, destaca a maior aproximação da entidade com os núcleos de criadores e a atuação para ampliar o conhecimento dos jovens e formar novos gestores, criadores e jurados. O candidato propõe ainda a criação de quatro novas subcomissões: novas modalidades esportivas, bem-estar, subcomissão cultural e diretores de núcleos.

Durante a Expointer, os candidatos à diretoria estarão com espaço na Cidade do Cavalo, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, para atender e prestar esclarecimentos. O criador afirma que a campanha continuará prezando pelo respeito aos associados.

— Não vamos fazer balburdia eleitoreira — afirmou Suñe.

Desde abril, quando foi dada a largada da campanha, durante o Bocal de Ouro, Suñe e os demais candidatos à diretoria já percorreram mais de 60 mil quilômetros visitando municípios do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Mato Grosso em busca de apoio. Suñe, que atualmente é vice-presidente de Núcleos licenciado da ABCCC, integra a diretoria há 12 anos. Foi vice-presidente na gestão 2006/2008, além de membro do Conselho Técnico e da Comissão de Provas Funcionais. Já presidiu o Sindicato Rural de Bagé de 2009 a 2011 e o Núcleo de Criadores de Bagé no final da década de 1990.

Diretoria:
Luiz Martins Bastos Neto, vice-presidente Técnico (Uruguaiana)
Eduardo Neto de Azevedo, vice-presidente de Eventos (Bagé)
Cesar Hax, vice-presidente Administrativo Financeiro (Pelotas)
Onécio Prado Júnior, vice-presidente de Comunicação e Marketing (SP)
Fabrício Rossato, vice-presidente de Núcleos (PR)

"Queremos fomentar o usuário e expandir a presença da raça crioula para outros Estados, além da região Sul."
Marcelo Moglia
41 anos, natural de Bagé, administrador e ex-ginete

Foto: Cristiano Lameira / Especial

Com o objetivo de apresentar propostas e fortalecer a campanha, a chapa de Marcelo Moglia, que é de oposição, está promovendo eventos de confraternização da raça. Os encontros ocorreram no Paraná, em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. O último, na semana passada, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio, reuniu dezenas de criadores. Durante a Expointer, serão promovidas rodas de conversação e debates com jovens criadores, ginetes, laçadores e paleteadores.

Apesar da tradição familiar — Moglia faz parte da quarta geração de criadores de cavalo crioulo— nunca atou como dirigente de entidade. Entretanto, espelha-se na experiência do pai, Paulo Gomes Moglia, que já foi presidente da ABCCC duas vezes, nas gestões 1995/1996 e 2005/2006. Outra referência é a esposa, Roberta Moglia, ex-presidente do Núcleo de Criadores de Bagé.

Moglia disse que pretende desburocratizar o atendimento, dar mais atenção aos núcleos e padronizar os julgamentos. Uma das preocupações do candidato é a queda na participação dos jovens e crianças.

—Vamos potencializar o futuro da raça — garantiu o candidato.

Moglia também quer ampliar a presença da raça crioula no Brasil. Hoje, segundo o criador, 95% dos animais está na região Sul. Entre as propostas, ainda está a criação de um Conselho de Ética.

Diretoria
Mariana Tellechea, vice-presidente Técnico (Uruguaiana)
Alexandre Suñe, vice-presidente de Eventos (Bagé)
Tiago Antoniazzi, vice-presidente Administrativo Financeiro (São Gabriel)
Ricardo Kroef, vice-presidente de Comunicação e Marketing (Porto Alegre)
Rui Demeterco, vice-presidente de Núcleos (PR)

Assembleia Geral Extraordinária da ABCCC
Eleição para o biênio 2016/2018
Data: 31 de agosto de 2016
Horário: das 9h às 17h
Local: Pista G do Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *