CAMPO E LAVOURA – Efeito do frio no RS só na paisagem neste momento

A chegada do frio intenso foi suficiente para cobrir parte do Estado de geada ontem. O engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar em Ijuí, Gilberto Bortolini, fotografou a lavoura de trigo totalmente embranquecida no noroeste gaúcho. No momento do clique, fazia -2,5°C. Apesar do dia gélido, até com neve em algumas cidades, o clima ainda não traz preocupação para grandes prejuízos.

– Podemos considerar que é tranquilo pelo estágio das culturas. Os danos não são impactantes – diz Bortolini.

As lavouras que estão entrando em floração podem ter alguma perda, mas a previsão é pequena. As baixas temperaturas agora também não são alarde na fruticultura.

O presidente da Associação dos Produtores Hortigranjeiros da Ceasa, Evandro Finkler, faz uma ressalva: a geada afeta a qualidade e a quantidade das hortaliças, o que pode se refletir em preço mais caro para o consumidor final. Grande parte da produção de folhas está concentrada na Serra, onde o frio chega com força.

– Na semana retrasada, quando deu o último frio intenso, já afetou. A alface não está tão graúda como há um mês – diz Finkler.

Outra preocupação passa a ser com os produtos vindos de fora do Rio Grande do Sul, como o tomate. A ocorrência de geada incomum em outros Estados, como São Paulo e Minas Gerais, deve afetar a produção com potencial impacto no preço.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *