CAMPO E LAVOURA | Dicas do conselheiro Turra

Teve balanço dos avanços do setor mas, também, espaço para homenagens na despedida do ex-ministro da Agricultura Francisco Turra da presidência da Associação Brasileira de Proteína Animal(ABPA). Ele será sucedido por Ricardo Santin, que era diretor-executivoecom quem tem longa parceria de trabalho. Governadores de vários Estados eaministra da Agricultura, Tereza Cristina, deram depoimentos sobre o papel de Turra à frente da representação das indústrias de avesede suínos. De 2008 a 2020, a receita das exportações de carne suína cresceram 443,1% e as de frango, 246,1%, para citar umdado. Apedido da coluna, Turra,  que segue no conselho consultivo elencou três “dicas” para Santin.

1 Não deixar o mercado interno de lado. Ainda que as oportunidades externas sejam atraentes, o maior percentual de consumo segue sendo dentro de casa. Na carne suína, o mercado doméstico representou, em 2019, 81% das vendas. Nas aves, 69%.

2 Buscar produtos de valor agregado na exportação. O momento de mudanças trazidas pela pandemia é visto como uma oportunidade para que o setor aposte em produtos diferenciados, que têm maiorremuneração.

3 Manter a unidade do setor. Dentro desse conceito, afirma Turra, todas empresas têm espaço, independentemente do tamanho, se o produto for de qualidade.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte: Zero Hora

Compartilhe!