CAMPO E LAVOURA – Definições de Expointer

A escolha do período de 4 a 12 de setembro para a realização da Expointer 2021 não foi por acaso. Tradicionalmente, o evento costuma sair na última semana de agosto. Neste ano, ficará mais à frente, com objetivo de dar tempo para o avanço da vacinação no Estado sem comprometer o calendário do setor, de feiras ao plantio da safra de verão. E, ainda, para que não haver sobreposição com o 20 de setembro.

Luiz Fernando Rodriguez Junior, secretário-adjunto da Agricultura explica que, agora, cada entidade copromotora fará uma lista das atividades realizadas durante o evento, para que os técnicos da pasta da Saúde possam avaliar:

– Todos elementos de uma Expointer normal vão ser alvo de protocolo específico, seja autorizando ou não. Observaremos 101% das indicações da área sanitária.

Um dos pontos já sinalizados é o de que haverá limitação de público no parque Assis Brasil, em Esteio, onde a feira ocorre. Também há a solicitação para que algumas atividades não funcionem, conta Leonardo Pascoal, prefeito de Esteio, para evitar aglomeração. São os casos do parque de diversão, de shows presenciais e de barracas de alimentação.

Outro desafio será o pavilhão da agricultura familiar. Uma primeira reunião deve sair amanhã:

– É para começar a definir, até para os produtores poderem se organizar. Teremos de ter um plano A e um plano B – explica Carlos Joel da Silva, presidente da Fetag-RS.

R$ 1,7150

é o valor de referência projetado para o litro de leite em junho no Estado, aponta o Conseleite. É uma alta de 5,28% sobre o consolidado no mês de maio. Entre os fatores apontados para o movimento de recuperação do setor estão aumento do consumo, injeção de recursos do auxílio emergencial, volta às aulas presenciais e queda na produção.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *