CAMPO E LAVOURA – Da panela à parede

Do processamento de arroz nada se perde. Essa é a máxima da Fumascense Alimentos, empresa com sede em Santa Catarina e que conta com uma unidade em Alegrete, na Fronteira Oeste. Também é no Rio Grande do Sul que busca 60% da sua matéria-prima. Dentro da perspectiva de evitar desperdício, trouxe uma inovação à construção do Estado vizinho: colocou uma parcela do cereal na produção de tijolos.

Na verdade, são as cinzas restantes de um outro sistema que viram ingrediente para a fabricação de tijolos. Voltada ao beneficiamento de arroz parboilizado, a unidade em Morro da Fumaça (SC) gera toda a energia que consome.

Em 2008, implementou uma usina termelétrica que produz energia por meio da queima da casca que seria descartada. São 1,2 mil quilowatts/hora. Projeto para expandir para 2,2 mil kWh em 2022 já está no radar.

Com a iniciativa, no entanto, passou a sobrar outro resíduo: a cinza. São cerca de 500 toneladas por mês. Grande parte passou a ser encaminhada para uso de indústrias de cimento e siderúrgicas. Mas permanecia o desafio de uma parcela de cerca de 20%. Foi então que surgiu a ideia de uma outra parceria: a utilização na produção de tijolos.

– Misturada com argila, dava um tijolo 15% mais leve – explica Lucas Tezza, coordenador da Central Termelétrica da Fumacense Alimentos.

A proposta ganhou liga com a Cerâmica Guarezi, de Treze de Maio, que há um ano abriu caminho para o aproveitamento desse insumo, com apoio do Sindicato da Indústria de Cerâmica Vermelha de Morro da Fumaça.

Tezza cita entre os benefícios sustentabilidade, competitividade, ao gerar um produto mais leve, e economia de energia elétrica, já que o ingrediente reduz o tempo de secagem do tijolo.

Com a premissa de reaproveitamento, a empresa também trata a água usada.

– Parece um custo, mas com o tempo se percebe que é um investimento – pontua o coordenador sobre as ações.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *