CAMPO E LAVOURA – Crédito escasso no campo

Mais uma linha de crédito rural operada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) foi suspensa devido à alta demanda na largada da safra 2021/2022. Agora, estão suspensos os pedidos de financiamento do Programa de Desenvolvimento Cooperativo para Agregação de Valor à Produção Agropecuária (Prodecoop), que é a linha destinada às cooperativas.

O volume de recursos do Prodecoop no Plano Safra atual era de R$ 1,08 bilhão.

A medida foi anunciada por meio de circular do BNDES, e ocorre 10 dias depois da suspensão no Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (PCA), também devido à alta demanda. Os recursos do banco para armazenagem se esgotaram em menos de um mês de vigência do Plano Safra.

Em nota, o BNDES diz que "permanece disponibilizando recursos aos produtores rurais e suas cooperativas por meio de outras linhas de crédito".

Para o setor, o anúncio não surpreendeu. Virgílio Perius, presidente do Sistema Ocergs Sescoop/RS, disse que a suspensão era previsível "porque a coberta já era curta" .

– O Plano Safra, quando foi apresentado, teve um corte fundamental tanto para o produtor quanto para a industrialização. O gargalo se deu quando se fixou o programa, porque o valor já veio muito menor – disse Perius.

O dirigente pontua que o cooperativismo cresceu no último ano e que a alta demanda por crédito não deixa de ser uma boa notícia, já que indica vontade de crescer e de investir mais. Mas avalia que será necessário "rearranjo" e, por isso, a pauta terá de ser trabalhada em nível nacional.

bruna.oliveira@zerohora.com.br

BRUNA OLIVEIRA – INTERINA

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *