CAMPO E LAVOURA – Clima para o plantio de trigo começar a ganhar ritmo no RS

A previsão de chuva para o final de semana deixa produtores gaúchos em prontidão para imprimir ritmo ao plantio da safra de inverno. Os trabalhos com o trigo já começaram, mas os percentuais ainda são pequenos. A intensificação no mês de junho tem relação com o período que é considerado o melhor para a semeadura. Dentro dessa janela, a tentativa é evitar ao máximo que as lavouras fiquem suscetíveis aos efeitos de geadas tardias registradas no Estado.

Embora o ciclo ainda esteja no início, a avaliação é de que a expansão da área da principal cultura da estação irá mesmo crescer, de forma significativa. A projeção mais recorrente é de 1,1 milhão de hectares – com variações, para mais e para menos, mas sempre acima de 1 milhão de hectares, algo que não ocorria desde 2014. Esse número representa alta de 18% em relação à área de 930,2 mil hectares registrada no ano passado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O órgão divulga na próxima quinta-feira novo levantamento de safra. No do mês passado, já trazia uma projeção de aumento, mas ainda muito tímido, de 6%.

No boletim semanal da Emater, a projeção para a regional de Passo Fundo, importante polo de produção, é de expansão de 23% em relação ao ano passado, ultrapassando os 90 mil hectares de trigo. A estimativa inicial da safra de inverno da instituição deve sair neste mês. Um dos maiores percentuais de plantio já realizado está na regional de Santa Rosa, com 11% do total.

Uma das mais representativas áreas do Estado, o entorno das Missões, também costuma ser uma das primeiras a plantar. Presidente da Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado, Paulo Pires estima a semeadura já em torno de 40%.

Diretor da Biotrigo Genética, André Rosa observa que as vendas de semente, outro indicativo importante, superaram as do ano passado:

– Tem várias pessoas voltando a plantar trigo. Outras aumentando a área.

Percepção semelhante à do coordenador da Comissão de Trigo da Federação da Agricultura do Estado, Hamilton Jardim. Ele projeta área de 1,15 milhão de hectares para o RS:

– Haverá um incremento como há muito tempo não se via. Impulsionado por esse cenário de preços, rentabilidade com a soja e demanda aquecida.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *