CAMPO E LAVOURA | Chuva para o balanço da safra

Apenas dois pontos percentuais separam o Estado do término da colheita de soja. Hoje, a Emater deve apresentar os dados consolidados das perdas com a safra de verão em razão da estiagem. O último balanço havia sido divulgado em março, apontando redução de 32,2% na produção do grão. Como a falta de chuva se manteve nesse intervalo, a perspectiva é de que esse recuo seja maior.

Conforme atualização semanal divulgada ontem, a área colhida de soja chegava a 98% do total semeado no Estado. No milho, a 90%.

O número de vistorias de Proagro, seguro para perdas por problemas climáticos, é de 10.099 só na soja. Quando acrescentados outros produtos, sobe para 17.578 vistorias, contabilizadas desde 1º de dezembro de 2019.

O retorno da chuva deve amenizar a situação de estiagem e é necessário para a melhora de outras atividades do setor primário, como a pecuária. As precipitações podem melhorar a condição das pastagens, que alimentam animais. A umidade é necessária ainda para o plantio da safra de inverno. Nas Missões, os trabalhos já começaram.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte: Zero Hora