CAMPO E LAVOURA | Alerta que vem do avanço de custos

Se o cenário de commodities a preços firmes persiste, trazendo perspectiva de boa rentabilidade, o ritmo de aumento dos gastos acende um alerta. Dados da Inflação do Agronegócio, medidos pela Federação da Agricultura do Estado (Farsul) indicam que o aumento de combustíveis e de fertilizantes já aparece refletido nos custos. Outro fator que tem pesado é a variação cambial.

Na comparação de fevereiro com janeiro, o índice de custos de produção subiu 6,45%. No acumulado do ano, 7,02%, e em 12 meses, 14,6%, quase o dobro do ano passado em igual intervalo.

Os preços recebidos seguem na linha da valorização. Acumulam 90,99% de aumento em 12 meses, resultado da combinação de estiagem, desvalorização cambial e aumento na demanda, impulsionado pelo auxílio-emergencial. No acumulado de 2021, 7,31%, e alta de 4,17% em fevereiro ante o mês anterior.

4,59 milhões

de toneladas foram movimentadas no porto de Rio Grande nos primeiros dois meses de 2021, 11,37% superior a igual período do ano passado. Entre os destaques de cargas que contribuíram para esse resultado estão trigo, com alta de 138,93%, e farelo de soja, 82,64% maior. O embarque de produtos do agro ganha força no segundo trimestre, com a entrada da nova safra.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *