CAMPO E LAVOURA | Acordo na indústria de máquinas

Sindicato da Indústria de Máquinas e Implementos Agrícolas do Estado (Simers) e sindicatos de trabalhadores do setor firmaram ontem acordo para a implementação de diferentes medidas em razão do cenário trazido pelo coronavírus.

Entre as ações possíveis estão concessão de férias individuais e/ou coletivas, trabalho provisório em sistema de home office, banco de horas especial, redução de jornada e de salário mediante acordo e registro de ponto alternativo ou por exceção.

Negociada desde a semana passada, a convenção coletiva em caráter emergencial tem validade por três meses, de 1° de março a 30 de maio.Recomenda-se, ainda, priorizar afastamento de pessoas idosas e com doenças crônicas.

Segundo Claudio Bier, presidente do Simers, o objetivo é “manter empresas e empregos”, dando segurança jurídica para as duas partes.

O Rio Grande do Sul responde por cerca de 60% da produção nacional de máquinas e implementos agrícolas.

Fonte: Zero Hora