CAMPO E LAVOURA | A parceria que deve aprimorar a distribuição de alimentos orgânicos na Capital

Startups Local Farmers e Elysios iniciaram a ação Porto Alegre Mais Orgânica em fevereiro

21/03/2021 – 11h52minAtualizada em 21/03/2021 – 11h52min

Fernando Rauber Albé / Elysios / Divulgação

Aplicativo permite compartilhamento de dadosFernando Rauber Albé / Elysios / Divulgação

Com o objetivo de levar mais tecnologia, organização e rastreabilidade ao produtor, as startups Elysios, desenvolvedora de soluções voltadas ao agronegócio, e Local Farmers, que entrega orgânicos na Capital, fecharam parceria. Iniciada em fevereiro, a ação Porto Alegre Mais Orgânica prevê a possibilidade de compartilhamento de informações entre agricultor e distribuidora dos alimentos pelo aplicativo Demetra – Caderno de Campo Digital, aprimorando o processo de escoamento da produção rural.

Na ferramenta desenvolvida pela Elysios, o agricultor pode desenhar áreas a serem cultivadas, informar plantios e saber a previsão do tempo, por exemplo. A aplicação pode ser utilizada gratuitamente para testes, mas para uso contínuo requer assinatura, que agora é facilitada para produtores ligados à Local Farmers.

No projeto entre as startups, a ideia é estimular os agricultores a compartilhar dados sobre as safras e os lotes que serão fornecidos à distribuidora, que, assim, consegue aprimorar o planejamento e saber mais sobre a rastreabilidade dos produtos que terá para vender.

— O produtor registra as colheitas e a Local Farmers pode acompanhar as estimativas das safras. Então, ela tem uma noção de quanto se espera colher — descreve Frederico Apollo Brito, diretor-executivo da Elysios.

Ao todo, há 1,1 mil usuários cadastrados no Demetra, sendo 410 ativos. Entre eles, está Maurício Ricardo Rech, um dos proprietários da Semeares Vegetais Orgânicos, em Viamão. Ele utiliza a ferramenta há cerca de seis meses e, neste momento, está negociando o compartilhamento das informações com a Local Farmers.

— A grande vantagem do aplicativo é conseguir consultar os dados com facilidade, ter um filtro de cada talhão, o que foi plantado, quando foi plantado. Se estivesse fazendo isso manualmente, seria muito mais difícil.

O caderno de campo auxilia no cumprimento da legislação quanto à rastreabilidade de hortifrúti, que tem como objetivo fazer com que consumidor saiba onde e como alimento foi produzido.

*Colaborou Isadora Garcia

Fonte: Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *