CAMPO E LAVOURA – A lista da safra das safras

No ano da "safra das safras", 16 rótulos gaúchos obtiveram uma distinção importante: foram os mais representativos na 28ª Avaliação Nacional de Vinhos. O evento, organizado pela Associação Brasileira de Enologia (ABE), teve formato inédito. A live, direto do Spa do Vinho, em Bento Gonçalves, foi transmitida em tempo real. Os apreciadores, que receberam em casa os kits – foram enviados 700 no total -, acompanhavam a apresentação dos 16 comentaristas. Entre eles o narrador Galvão Bueno, também produtor de vinhos na campanha gaúcha, que participou de forma virtual desde Londrina (PR):

– Temos uma luta de fazer crescer cada vez mais a nossa indústria, de convencer cada vez mais os brasileiros que o Michel Rolland (enólogo que é referência mundial) estava certo dizendo que o problema não é a qualidade (do vinho brasileiro) e, sim, o preconceito que ainda existe, está diminuindo, mas ainda existe.

Galvão fez coro aos elogios classificando essa como "a safra das safras". Presidente da ABE, Daniel Salvador mostrou com números as características singulares da produção:

– Em outros anos, os vinhos que estavam entre os 16 selecionados partiam de notas 88,89, 90. Neste ano, a linha de corte ficou em 92 pontos.

Um dos comentaristas, Daniel Scola, jornalista e apresentador do Gaúcha Atualidade, observa que a qualidade era unânime:

– Não fossem as máscaras e os protocolos, nem poderia imaginar que estava em meio a uma crise. Era uma bolha de entusiasmo. Neste ano, houve recorde de 395 amostras de 56 vinícolas brasileiras inscritas. Um grupo de 64 enólogos selecionou as 30% mais representativas, com essas 16 em destaque.

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *