CAMPO ABERTO – UM MUNDO DE NEGÓCIOS

Vindos de nove países – Austrália, Burkina Faso, Chile, China, Egito, França, Irã, Japão e Cingapura – grupo de adidos agrícolas e representantes de embaixadas começou giro pelo Estado. O porto de Rio Grande foi a primeira parada.

– Fora da porteira, os produtores enfrentam desafios de logística. Agora, o país se abre para um novo momento, para mais investimentos estrangeiros – explica a superintendente de Relações Internacionais da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Lígia Dutra.

O presidente da Federação da Agricultura do Estado, Gedeão Pereira, que recepcionou os representantes na sede da entidade, na Capital, e os acompanha hoje na Estância Santa Maria, em Bagé, explica que a visita a Rio Grande foi incluída a pedido do grupo.

– O próximo passo é a China investir em infraestrutura para o agronegócio no Brasil – reforça o primeiro secretário na embaixada da China no Brasil, Changqiong Bai.

O Irã tem interesse em diversificar compras e ampliar exportação de ureia. A comitiva participa do 5º Programa Intercâmbio AgroBrazil, da CNA, que promove contato entre produtores brasileiros e representantes estrangeiros. Amanhã, o grupo irá a Dom Pedrito, na Estância Guatambu.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Compartilhe!