CAMPO ABERTO – TININDO DE BOM

Considerados atores fundamentais para as atividades relacionadas a cavalos de diferentes raças, ferradores do Brasil e também de países vizinhos, como Uruguai e Argentina, estarão reunidos em Viamão a partir de hoje na 2ª edição do Campeonato de Ferrageamento.

A competição, que vai até o domingo, reconhecerá os melhores em três categorias diferentes: iniciante, intermediário e aberta.

– A atividade é como um esporte, cada um tem uma qualidade de trabalho – explica Wagner Rocha, um dos organizadores da prova e também ferrador profissional.

Um mês antes da competição, os participantes – são 40 inscritos – receberam as ferraduras para começar a treinar. No dia da disputa, eles têm de fazer o trabalho dentro de um tempo de 70 minutos.

Juízes de São Paulo e do Rio Grande do Sul estarão de olho, selecionando os candidatos que chegarão à fase final, quando é feito o ferrageamento do cavalo dentro das normas estabelecidas pelo julgamento do campeonato.

Os profissionais que dominam essa arte trabalham junto a criadores de cavalos de provas de alto nível. A remuneração, explica Rocha, varia conforme o nível do ferrador e também o do animal que ele está trabalhando. A Associação dos Ferradores do Brasil (AFB) contabiliza um número de aproximadamente 1,5 mil sócios.

A competição ocorre na Hípica Santa Thereza e tem entrada franca.

gisele.loeblein@zerohora.com.br gauchazh.com/giseleloeblein 3218-4709

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora