CAMPO ABERTO – TERRENOINDEFINIDO

Se em 2017, a própria Federação das Associações de Arrozeiros do Estado (Federarroz-RS) recomendava a redução de área cultivada para enxugar a oferta, neste ano, a entidade diz que a safra de verão é uma incógnita.

– Não sabemos se a área diminuirá 2% ou 10% – pondera Henrique Dornelles, presidente da Federarroz.

Ele explica que a preparação do solo está atrasada, faltando menos de um mês para o plantio. Em um primeiro momento, porque o produtor estava descapitalizado para comprar os insumos. Depois, o excesso de chuva atrapalhou.

Pela Emater, a projeção é de redução de 1,69%, com 1,05 milhão de hectares semeados.

Colaborou

Fernando Soares

gisele.loeblein@zerohora.com.br

GISELE LOEBLEIN

Fonte : Zero Hora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *